Artigos e Publicações

Vida sexual depois dos 40

Na juventude tanto homens quanto mulheres desfrutam do vigor de seus corpos, da grande quantidade de libido disponível e facilmente liberada e da disposição sexual. Conhecem seus corpos desde a adolescência e agregam aquilo que suas experiências sexuais o fizeram experimentar.

Por volta dos 40 anos começam a surgir incômodos, a relação sexual já não é tão satisfatória, a frequência reduz drasticamente, os casais não falam de suas dificuldades, as frustrações interferem no relacionamento, e muitos casais chegam a se separar neste momento.

Mas porque isso acontece por volta dos 40? Porque essa insatisfação é tão frequente? O que fazer para voltar a ter uma vida sexual satisfatória?

Assim como na adolescência, em que nossos corpos passam por grandes modificações hormonais, orgânicas, estruturais. Entre os 40 e 60 anos outras mudanças também ocorrem, porém menos drásticas do que na adolescência. Poucas pessoas notam essas modificações e muitas não relacionam a elas as alterações que ocorrem no corpo e na vida.

A menopausa e a andropausa não são determinantes para o fim da atividade sexual, mas é um período em que a pessoa precisa se readaptar a seu próprio corpo e ritmo de funcionamento.

A andropausa, atualmente denominada Deficiência Androgênica do Envelhecimento Masculino, é caracterizada pela diminuição lenta e gradativa dos níveis de testosterona. Seus principais sintomas são diminuição no desejo sexual, alteração no desempenho e na frequência sexual, diminuição na qualidade das ereções, ejaculação precoce, cansaço físico e mental, insônia, alterações no humor, perda de massa muscular, aumento de gordura da região abdominal, perda de pelos e alteração da textura da pele, que fica mais fina e em alguns casos pode apresentar osteoporose. Doenças concomitantes e medicações também podem influenciar no desempenho sexual. O tratamento melhora os sintomas e a qualidade de vida. É recomendável consultar o andrologista para avaliação clínica e o psicólogo para tratar casos associados de estresse, depressão e dificuldades no relacionamento.

A menopausa também caracterizada pela redução dos hormônios sexuais femininos, mas de uma forma mais acentuada que no homem. É demarcada pelo término da menstruação e assim da fase reprodutiva. É uma fase de modificação no organismo e podem aparecer os seguintes sintomas: suores noturnos, insônia, ondas de calor, menor desejo sexual, irritabilidade, depressão, dor durante a relação sexual, ressecamento vaginal, diminuição da atenção e memória. O tratamento ginecológico auxilia da redução dos sintomas e o acompanhamento psicológico busca fazer com que a mulher se relacione da melhor forma possível com as modificações que estão ocorrendo em seu corpo e em sua vida.

Essas modificações costumam afetar o casal e a adaptação precisa ser de ambos. O companheirismo e o diálogo são fundamentais. Uma terapia de casal pode trabalhar essas questões contemplando todo o contexto vivenciado pelo casal.

73 Comments

  • cleonice

    gostaria de saber,o por que so depois dos 40 eu sinto vontade de fazer amor,por que isso não aconteceu,quando mais nova?

  • Ana Cavalcante

    Olá Cleonice, possivelmente isso não ocorreu antes por uma série de coisas que influenciavam sua vida e que foram se modificando com o tempo, sua relação com o parceiro, com o sexo, com você mesma, seu amadurecimento e outras tantas coisas que fazem parte da sua vida hoje.

  • Sidney Barros

    Doutora Ana, Meu caso acho estranho, Sou casado ha 22 anos, tenho 56 Anos, minha frequência sexual era de 8 a 12 vezes por més, faz alguns meses que minha frequência passou de 25 a mais de 30 vezes por més e a qualidade muito superior, isso tem explicação?

    • Ana Cavalcante

      Sidney, isso pode ter algumas explicações, para encontrar a mais provável é preciso avaliar o que mudou na sua vida e que está possibilitando este desempenho. Caso isto cause algum desconforto procure um urologista para investigar uma possível causa orgânica ou disfunção e consequentemente o tratamento.

  • MARYANA ESTEVES

    BOA NOITE DRA!
    MEU CASO É DELICADO, MEU NAMORADO TEM 48 ANOS, E EU TENHO 22 ANOS. NOSSO RELACIONAMENTO SEXUAL NAO EXISTE COMO ANTES; NO COMEÇO ELE ERA ATIVO, DEMORAVA A EREÇÃO MAS DAVA CERTO;QUASE TOQUEI NO ASSUNTO , MAS ELE FICOU DOENTE UNS TEMPOS ATRAS, E EU NAO QUIZ FALAR SOBRE ISSO. ACHO QUE ELE ESTA COM ANDROPAUSA, SUSPEITO EU. SENDO UM EMPRESARIO TRABALHA DEMAIS,CHEGO EM SEU ESCRITORIO MAIS OU MENOS AS 22:00HORAS E ELE AINDA ESTA TRABALHANDO. OQ UE DEVO FAZER? COLOCAR ROUPAS E ESTIMULAR ELE AO SEXO? SERIA QUALQUER HORA OU DEIXO ELE DESCANSAR PRIMEIRO?

    • Ana Cavalcante

      Maryana,

      Seria interessante que vocês pudessem conversar a respeito, lembrando que é um assunto que deve ser abordado com muito tato.
      Esta alteração no desempenho pode ser consequência de vários fatores, desde o stress profissional até algo orgânico.
      Avaliem se a vida sexual está insatisfatória para ambos e o que vocês podem, contribuir juntos, para a melhora.

      Abraço

  • Maria

    Olá, tenho 42 anos e o meu desejo sexual diminuiu e já não consigo acompanhar o ritmo do meu marido que quer a toda a hora. Sinto dor durante a relação as vezes e ele diz que já não o quero. O que fazer?

    • Ana Cavalcante

      Olá Maria,

      Uma das coisas a se fazer é pensar sobre como está sua relação com seu marido, muitas vezes a insatisfação na relação conjugal se manifesta primeiro na cama, como um sinal para cuidar daquilo que já não anda bem.
      Outra possibilidade é você consultar um ginecologista para fazer seus exames, verificar seus níveis hormonais e se por acaso você está tendo algum ressecamento que pode desencadear a dor durante a relação.
      Dependendo da conclusão a que você chegar, procure o tratamento adequado.

      Abraço

      • Maria

        Fui ao médico e me aconselhou a mudar de pílula por causa da idade, com esta nova já está tudo melhor.

  • Cristina

    Boa noite!
    Tenho 44 anos e sempre tive uma vida sexual muito agradável, mas de uns meses para cá, tenho diminuído a vontade de fazer sexo e apresentado pouca lubrificação vaginal e quando atinjo o orgasmo não e tão bom como antes.
    Obrigada pela atenção.

    • Ana Cavalcante

      Boa noite Cristina,

      Com a sua idade é possível que esta mudança esteja relacionada às mudanças hormonais. É aconselhável consultar seu ginecologista. Caso não seja esta a causa é preciso investigar se algo na sua relação está interferindo na sua satisfação sexual.

      Abraço

  • marcelo

    Dr tenho 40 anos e a 2 meses tenho dificuldade na ereção que dura pouco. vontade tenho mas a ereção não é constante poderia ser antropausa.

  • Benedita

    Dr Ana, eu fiquei muito tempo solteira e sozinha por causa da minha religião e agora arranjei um namorado, me sinto muito bem sexualmente, como se fosse novinha. Tenho 41 anos. Obrigada.

  • mariana

    Boa noite Dr(a),tenho 40 anos e me sinto muito jovem ainda, principalmente no sexo. Tenho muito desejo sexual e o meu marido já tem mais de 50 e não me corresponde. Sinto desejo por outros homens, mas me contenho por ser uma pessoa séria, mas não santa. Não sei até quando vou aguentar essa situação, pois não sei muito o que fazer. Quando me masturbo sinto mais vontade ainda o que devo fazer? Obrigada.

    • Ana Cavalcante

      Que bom que você possui toda essa energia e disposição. Melhor seria se seu marido se esforçasse para lhe acompanhar e satisfazer. O diálogo é sempre o melhor caminho para afinar a sintonia entre o casal e daí vocês podem partir para aprofundar a intimidade. Lembrando que cuidar da auto estima um do outro é muito importante.

  • Andreia

    Meu caso é o contrário de muitas mulheres após os 40 anos. Meu apetite sexual é muito alto, tanto que tenho que me masturbar várias e várias vezes até que me sinta satisfeita. É claro que os orgasmos são rápidos e não duradouros, na relação sexual é bem mais prazeroso. Após os 40 anos que eu comecei a descobrir meu próprio corpo com a masturbações coisa que nunca consegui e nunca cheguei nem perto do verdadeiro orgasmo! Pensei em até procurar um médico pra saber se esse aumento do apetite sexual tem alguma relação na retirada do meu útero com hormônios ou coisa do tipo! Digo com todas as palavras que aos 40 anos estou mais acessa do que nunca estive na vida.

    • Ana Cavalcante

      Parabéns pela descoberta do seu corpo e por alcançar satisfação sexual tão plenamente. Se o aumento da libido lhe causa algum incomodo consulte seu médico.

  • Maristela

    Boa tarde! Estou com 43 anos e não tenho mais o mesmo apetite sexual que eu tinha antes, pricipalmente depois no nascimento da minha filha, fui mãe tarde, quando ela nasceu eu estava com 42, depois disse meu desejo diminuiu muito.
    O que devo fazer? Queria que voltasse ao normal.
    Obrigada!

    • Ana Cavalcante

      A maternidade quando chega muda bastante a vida de uma mulher, a começar pela rotina que fica mais cansativa. Pode também gerar impactos na relação do casal, algum distanciamento pela falta de tempo ou pelo cansaço. Se isso estiver acontecendo, pode ser remediado dedicando um pouco mais de tempo e atenção ao casal, cuidando para que haja momento de privacidade, intimidade, descanso e lazer.
      Boa sorte!

  • Santos

    Dra. Parabéns pelo atendimento. Tenho 38 anos, e sou casado à 8 anos,tenho 38 anos e minha esposa 40, temos três filhos (14,6,4), pouquíssima frequência de sexo duas a três por mês, quando procuro, ela nega, resolvi esperar, ela inúmeras vezes demonstra que está com dor de cabeça, ou outras dores, no sexo não fala nada, se quer me elogia, isso me incômoda muito, não há nem beijo, carinhos, estou muito preocupado. Em outros relacionamentos eram totalmente contrários, neste mesmo nunca foi assim, foi melhor, mas hoje está terrível.
    Desde já obrigado pela atenção dispensada.

    • Ana Cavalcante

      O diálogo é sempre o melhor caminho. Conversar e falar sobre seus desejos, tentar ouvir dela o que ela gostaria de receber ou o que está sendo difícil. Se vocês tiverem interesse, uma terapia de casal pode ajudar.

  • Valdomiro

    Sou Casado a 14 anos tenho uma vida ativa com minha esposa, mas tem alguns dias que ela vive reclamando que estamos fazendo sexo demais que ela já não aguenta mais, essa é minha primeira esposa nunca tive outra mulher com a vida ativa pra saber como seria o ritmo de relações normais e não tenho coragem de conversar com outras pessoas pra saber se ou normal o se realmente ela tem razão de reclamar, andei pesquisando em alguns arquivos publicados na internet os tamanhos de pênis normal no brasil seria entre 14 e 16 cm parece que o meu passou um pouquinho da media talvez seja esse o motivo dela tanto reclamar, mas ela tem a mesma idade que eu preciso entender melhor essa situação pra manter meu casamento, desde já quero agradecer pelas informações.

  • Marluza vinand

    Tenho 46 anos e o meu desejo sexualidade e maior de quando era mais jovem isso é normal?

    • Ana Cavalcante

      Isso pode acontecer. Desde que não esteja te causando nenhum mal estar, aproveite de forma saudável, segura e prazerosa.

  • Valdercina de oliveira

    Tenho 46 não sinto vontade de fazer sexo faço mais só para.satisfazer o meu marido gostaria de saber se tem algum tratamento.e também não tenho lubrificaçao estou bem seca aí que a penetraçao fica mais difícil chega a doer

    • Ana Cavalcante

      Olá,

      Fazer sexo sem vontade é um ato contra seu corpo. O ressecamento ocorre porque não há excitação. Sem vontade seu corpo não se prepara para a relação sexual.
      Você pode buscar conversar com sua ginecologista, ou procurar uma psicóloga para conversar sobre isso. Em geral a vontade de fazer sexo é perdida quando quando o relacionamento não vai bem.

  • Morgana

    Tenho 42 anos no separei a 2 São com um cara algumas vezes e eu nao gozava cilurtia a transa participava normal senti desejo mas não gozo quando vejo um homem q mi ateai sinto a atração mas não fico molhada como antes estou com algum problema ou e normal

    • Ana Cavalcante

      Olá,

      Chegar ao orgasmo não é algo tão simples. Para algumas pessoas é preciso entrega, intimidade, confiança, é preciso estar relaxada. É preciso que o outro conheça seu corpo e suas reações para saber se ele está no caminho certo para te satisfazer. Sobre a lubrificação adequada, isso pode estar relacionada ao nível de excitação, nervosismo, ansiedade. Se estiver tudo ok e mesmo assim a lubrificação não for adequada, você pode consultar sua ginecologista para uma avaliação, ou para a utilização de algum lubrificante.

  • Cristiane

    Ola Dr.eu fiz 40 ANOS e Meu esposo tbm tem 40 ANOS, so agora ele fez essa cirurgia circusisao ,e agora quando agente tem rerelax, esta me machucando e meu exposo Fala eu estou muito sea. O que senhora me poderia me ajuda. Obrigada

    • Ana Cavalcante

      Olá,
      Examine se após a cirurgia, algo mudou na anatomia do seu esposo, que possa estar lhe machucando. E perceba também se você está tendo lubrificação suficiente, pois quando a lubrificação não é adequado o atrito pode gerar desconforto. Tentem se adequar e se adaptar, o sexo muda com o passar do tempo e pode continuar sendo prazeroso.

  • JAQUELINE MINEIRO LOPES

    Tenho 20 anos meu Marido 38 anos
    Estou chateada temos 2 anos juntos e ele não transa comigo, ele prefere ver pornos do que transa comigo
    O que eu faço

    • Ana Cavalcante

      Olá,
      Tente conversar com ele para entender o que está acontecendo e poderem pensar juntos como mudar essa situação para que ambos tenham uma vida sexual satisfatória.
      Boa sorte

  • Vilmar silva

    Ola, tenho 35 anos, sou viciado em masturbação, e minha esposa tem 41anos , mas a questão é q ela não tem apetite sexual, e tem mês q nosso sexo acontece apenas uma ou duas vezes por mês, e quando mamtemos relação sexual,já no outro dia eu me masturbo as vezes até 2 vezes p dia!!!
    O q será q acontece com a perda de apetite sexual dá minha esposa, ressaltar q ela tem uma jornada de trabalho muito carregada!

    • Ana Cavalcante

      Olá,
      O apetite sexual é apenas um aspecto da relação de um casal e em geral está ligado ao nível de satisfação com a relação e também de intimidade. O fato de sua esposa ter uma jornada de trabalho carrega faz com que ela provavelmente se sinta exausta. O interesse sexual pode existir, ainda que não haja disposição física para praticar o sexo. Contudo, pode ser válido avaliar se a relação de vocês, enquanto casal, está satisfatória para vocês, visto que ela teve perda de apetite sexual, como você sinalizou, e que você também se diz viciado em masturbação.

  • Terezinha

    Meu marido tem 42 anos e eu tenho 29 anos. Nossa relação está muito parada o que faço as vezes chego a pensar que ele tem outra mulher, mas vendo os comentários aqui pensei que pode o ocorrer o mesmo com o meu marido pq quando agente tem relação o pênis dele fica dolorido e não consegui fazer novamente o que faço.

  • Terezinha

    A gente faz uma vez por semana e é quando faço algo de diferente, ultimamente estou fazendo ISSO com frequências para ver se ele se manifesta e podemos nos satisfazer tanto ele como eu. Pq ultimamente só ele se satisfaz, pq é muito rápido, num instante ele goza e me deixa na mão. Ai pronto só na outra semana, ai fico MUITO estressada pq não consigo me satisfazer.

    • Ana Cavalcante

      Como você tem relatado que seu marido está sentindo dores, o mais indicado neste momento, seria ele procurar um urologista para avaliação e alguns exames, caso seja necessário. Mas vocês também podem conversar sobre a relação para avaliar se está acontecendo alguma coisa que provoque o desinteresse, ou buscar novos estímulos, novas possibilidades. Tornar o clima mais íntimo, propício e atraente.

  • Daniel dos Santos

    Olá bom dia,meu nome é Daniel tenho 41 anos, queria saber porque que eu no ato sexual começo bem é tudo normal, mas com algum tempo depois já não é a mesma coisa, diminui a ereção, tenho que me concentrar ao máximo pra terminar minha relação, faço uso do marevan tem alguma coisa a ver se não o que devo fazer?

    • Ana Cavalcante

      Olá, o Marevan é um anticoagulante, isso indica que você deve fazer acompanhamento com algum cardiologista. Converse com ele sobre essa dificuldade para manter a ereção. O mecanismo da ereção depende de uma complexa interação psicológica, neurológica, vascular e endócrina. Se algum desses complexos não estiver com um bom funcionamento pode acarretar alguma dificuldade na prática sexual. Mas ressalto que é preciso ponderação, se essa medicação é realmente necessária para garantir sua saúde e evitar risco de morte, então a alternativa é se adequar a essa nova condição nas relações sexuais. Ser criativo e adaptar sua pratica para continuar obtendo prazer.

  • Cláudia

    Eu namoro uma mulher de 48 anos , quando a gente esta fazendo “amor” eu gozo primeiro que ela , ela não consegue gozar. As vezes acho que o problema seja “eu” ela diz que não, eu tenho 20 anos… Ela diz que esta no período da menopausa, só que a vezes ela gozar as vezes não…

    • Ana Cavalcante

      Vocês duas estão tendo respostas diferentes à estimulação sexual, não há problema nenhum nisso. Se ela precisa de mais tempo, dê mais tempo a ela. O importante é que a relação seja prazerosa. A menopausa altera a resposta sexual, as preocupações do dia a dia também. E se estiver ocorrendo pressão em relação a ocorrência ou não do orgasmo isso também pode atrapalhar. Relaxem, aproveitem, divirtam-se proporcionando prazer e sentindo prazer, não tratem o orgasmo como uma obrigação, ele vai acontecer quando vocês estiverem entregue e conhecendo melhor a linguagem corporal e o tempo de cada uma.

  • Leandro Albuquerque

    Ola doutora, minha companheira tem 43 anos e eu tenho 29. Eu conversando com ela hoje, ela me disse como era sexualmente ativa com o ex marido e pai dos filhos dela. Que no começo do relacionamento eles transavam bastante e sempre que possível, transavam não só na cama mas em pé, no chão, durante o banho debaixo do chuveiro, na cozinha em cima da mesa de jantar, fora de casa, em qualquer lugar onde eles estivessem que batesse o desejo de fazer, eles faziam. E quase sempre eles sentiam vontade de transar. Ela me disse que passou 7 anos com ele, teve filhos e disse que só deixou ele devido aos problemas de alcoolismo dele. Já comigo, ela diz que só não é tão assim devido a falta de privacidade pra gente, mas não acho que seja só isso, não sinto esse fogo todo que ela teve com ex marido ela tendo comigo … Depois dos 40 anos o desejo sexual da mulher cai doutora? Diminui ?

    • Ana Cavalcante

      O desejo sexual pode diminuir ou pode aumentar. Não há uma regra para isso. Não se importe com as relações que ela teve antes de você. Cada relacionamento é único, evite fazer comparações. O importante é que vocês estejam felizes juntos e satisfeitos.

  • Andreia S.

    Dr. Tenho 45 anos e sou casada a 18, e meu marido tem 43. Ele tem um apetite sexual enorme e eu não consigo acompanhar, tenho medo de perde-lo. Resolvi buscar uma ajuda com a senhora pois meu casamento corre risco e fico muito triste com isto. Não tenho filhos, pois tive q tirar o útero devido a um grande mioma. Por favor me ajude. Agradeço e aguardo ansiosa sua resposta.

    • Ana Cavalcante

      Um relacionamento vai muito além do sexo. Não é somente isso que segura um marido. Deixe claro para ele que seu apetite sexual não é como o dele. Que nem sempre você sente vontade. Respeite seu corpo e seu desejo ou mesmo a falta de desejo. Que seu marido seja compreensivo e respeitoso.
      Busque fortalecer as bases dessa relação, as coisas que fazem vocês valorizarem o fato de estarem juntos. Aproveitem a vida também fora da cama.

  • Yara coelho

    Olá Dra
    Eu tenho 28 e o meu marido tem 47 anos
    Estamos juntos a dois anos e vivemos maritalmente. Eu tenho uma filha
    O meu marido é carinhoso, companheiro
    E estamos sempre a fazer passeios
    Praia, cinemas, bar etc…
    Ele é Director executivo de uma grande empresa… em tempos eu fiz uma consulta de ginecologia e descubri que tenho HPV
    Antes faziamaos sexo 3 vezes por semana
    E agora pode passar uma semana e nada acontece na maior parte das vezes para acontecer eu tenho que tomar iniciativa… o que pode ser ?

    • Ana Cavalcante

      Olá,
      Com o passar do tempo é comum que a frequência sexual diminua um pouco. Pelo o que você descreveu, parece que a relação familiar está indo bem. Talvez o trabalho dele como Diretor executivo possa estar deixando ele estressado ou preocupado, isso acaba afetando a disposição, motivação, libido e consequentemente o sexo. Converse com ele sobre essa mudança que você está notando e tentem encontrar juntos uma outra alternativa ou solução para que a vida sexual de vocês volte a ser satisfatória.

  • Sirley

    Tenho 45 anos, não tenho uma vida sexual ativa já há algum tempo e fico as vezes de três a quatro meses sem menstruar. Sinto muita dor na parte da bacia, nome popularmente falado, as vezes tenho que tomar remédio para aliviar as dores e conseguir dormir. Gostaria de saber o motivo? Será que tenho alguma coisa?

    • Ana Cavalcante

      Olá,
      O ideal é que você possa ir a um ginecologista para fazer exames e descobrir o porque sua menstruação está irregular. Aproveite para conversar também sobre essas dores no quadril, ele pode avaliar ou te encaminhar para algum outro especialista.

  • FERNANDO MARTINS

    Olá Dra.

    Sou casado há 22 e tenho grande apetite sexual ao ponto de no momento estar com tres mulheres, sendo 1 casada, as vezes penso que fico no cio como um cachorro pois não paro de pensar em transar 24h por dia.

    • Ana Cavalcante

      Olá,

      Caso isto esteja te causando algum incômodo, procure ajuda.

  • Marli Afonso

    Ola tenho 55 anos e meu marido 34, é meu segundo marido, acho muito estranho porque ele não gosta de sexo. Uma vez por semana, talvez até 15 dias. Fico muito triste, mas não sei o que fazer, quando fico muito tempo, eu reclamo já cheguei até a pedir para nos separar, mas ele não quer. Será que ele tem algum problema doutora? bjs .

    • Ana Cavalcante

      Olá,

      Pelo que você está dizendo parece que está faltando apetite sexual, só ele pode saber o que está causando esse desinteresse. Converse com ele. Se precisarem de ajuda, busquem terapia de casal.

  • Ana

    Vontade de fazer amor todos os dias é normal depois dos 42 anos?

    • Ana Cavalcante

      Não questiono o que é normal ou anormal. Mas se lhe faz bem ou se lhe causa algum prejuízo.

  • Angélica Silva

    Olá Dra,
    Sou casada a 4 anos, tenho 24 anos e meu marido 44, o problema é que eu tenho muita vontade de fazer sexo, só que meu marido tem muitaaa preguiça toda vez tenho que ficar pedindo a ele e isso faz com que eu me sinta mal, pois da a entender que ele esta fazendo só por obrigação não por prazer, já cheguei a pensar que tinha algo errado comigo, mas conversamos e ele me disse que não tem nada de errado. Gosto muito dele e quero ajuda lo. É normal após os 40 anos o homem diminuir o apetite sexual?

    • Ana Cavalcante

      A diminuição do apetite sexual após os 40 pode acontecer, mas não é uma regra. Ele pode buscar a ajuda de um urologista para entender o que está acontecendo. Se esta dificuldade estiver afetando a relação de vocês sobre seu ponto de vista, você pode sugerir a ele que experimentem fazer terapia de casal por um tempo.

  • Marcos Paulo

    Ola Boa Noite!

    Acabei de fazer 43 anos sou casado a 28 sou apaixonado por minha esposa até hoje e tenho muito tesão nela mas muito mesmo, mas venho passando alguns problemas de um ano pra cá senti que meu desempenho sexual caiu muito o libido diminuiu radicalmente, porem a cerca de 40 dias piorou nao estou conseguindo manter minha ereção e ja deixei minha esposa na mão por tres vezes, tenho andado muito estressado e me sentindo muito cansado sei lá to ficando maluco e tenho até medo de iniciar o sexo com medo da rapida ereção, que especialista devo procurar primeiro? socorro estou em panico minha vida sexual era maravilhosa e derrepente ficou a pior do mundo!

    • Ana Cavalcante

      Procure um urologista, essa mudança brusca precisa ser avaliada.
      Sobre seu relacionamento, cuide dele, busquem outras formas de se satisfazerem provisóriamente, principalmente juntos, até que tudo se reestabeleça.

  • Roseane neves

    Já percebi que fico toda dolorida após manter relaçao! Meu corpo fica todo dolorido como se tivesse levado uma surra e muito incomudo que sinto. Até sentar no vaso sanitário doe por traz das minhas coxas, gostaria de saber se tem alguma relação com hormônios.

    • Ana Cavalcante

      Essas dores no corpo podem estar relacionadas ao seu condicionamento físico, ou ao tipo de esforço que você tem praticado durante o sexo. Para avaliar sua saúde hormonal converse com sua ginecologista ou procure um endocrinologista.

  • Jefferson Silva

    Olá Dra. Tenho 51 anos e grande apetite sexual. Minha esposa tem 49 anos e já não é mais a mesma coisa. Estamos casados a 23 anos, atualmente fazemos sexo 1 vez por mês. Agora ela acha isso normal. Ela fez exames e sua testosterona deu menor que 1. Qual é o seu conselho?
    Muito obrigado.

    • Ana Cavalcante

      Se para ela essa frequência é satisfatória e para você não é, então vocês estão em um impasse. Tentem conversar sobre isso. Se julgarem necessário procurem a ajuda de um psicólogo para avaliar melhor todas as variáveis que interferem no desejo sexual entre vocês.

  • Helena

    Tenho 41 anos, meu esposo 59. Estamos aumentando a frequência das relações sexuais. As vezes intervalos de 1 dia. Sempre nos satisfazemos, porém a preocupação é se demasia pode provocar algum efeito contrário por causa das idades. Os órgãos já não são tão jovens não é mesmo? Internos e externos.

    • Ana Cavalcante

      Se vocês estão se percebendo em condições de praticar o sexo com essa frequência e estão se satisfazendo, não há motivo para tantas preocupações. Mantenham as consultas regulares ao ginecologista e urologista e sejam felizes.

  • Anônimo

    Olá dr tenho 46 anos, sou casado há 22 anos, minha vida sexual é um pouco tensa, dias bons outros nem tantos. Mas ultimamente não estou conseguindo sentir prazer. Demoro mais de horas e nada, a minha esposa fica brava, só depois de um descanso é que eu consigo a ejaculação! Mas a satisfação não é prazerosa. O excesso de chás interfere??….

    • Ana Cavalcante

      É preciso avaliar que tipo de chás você tem tomado e que efeito eles causam sobre o organismo.
      Procure um urologista para fazer uma avaliação completa.
      E se seu casamento de 22 anos estiver passando por um período difícil, que talvez justifique o desinteresse e o desprazer, pode ser válido buscar ajuda psicológica para o casal.

  • Marcos Vinicius

    Olá, estou com 41 anos, de dois anos pra cá venho tendo dificuldade na ereção dura pouco tempo, muitas vezes não consigo terminar a relação, com isso tem causado certo desconforto entre eu e minha esposa, 10 anos mais jovem, estou num ponto onde esta havendo desinteresse no ato sexual por minha parte, pelas varias frustrações anteriores, vejo filmes pornográficos, sinto tesão e tudo, mas no ato sexual não acontece. Seria porque houve já frustrações ou devo estar com problemas psicológicos ou ate mesmo problema no órgão sexual?

    • Ana Cavalcante

      É interessante que você possa procurar um urologista para uma avaliação médica mais abrangente. Problemas cardíacos e circulatórios podem afetar a qualidade da ereção.
      Sobre as sucessivas frustrações, é possível que tenham acarretado insegurança e um certo medo de falhar novamente. O que gera ansiedade diante da possibilidade de um novo “fracasso”. Se isso estiver ocorrendo é válido procurar um psicólogo para algumas sessões, pode ser individual ou juntamente com a sua esposa.

  • Luiza

    Achei ótimo os comentários sobre o sexo parabéns !

  • kelly

    olá,
    venho pedir sua ajuda não sei se consegue me ajudar mas mesmo assim vou tentar, tenho uma amiga que trabalha comigo ela tem aproximadamente 40 anos e até onde sei ela ainda é virgem. o problema é que no final do ano passado ela assumiu um cargo gerencial na empresa e ela esta muito doente anda muito ansiosa e estressada já foi ao medico e ele passa remédios para ela controlar a crise de ansiedade e raiva que ela tem mas tenho serias duvidas se tudo isso acontece por que ela não tem uma vida sexual ativa. por um acaso esse meu pensamento tem algum fundamento?

    • Ana Cavalcante

      Sua suspeita é pertinente.
      As pessoas que possuem vida sexual ativa conseguem desfrutar da sensação de bem estar e relaxamento que a atividade sexual proporciona.
      Contudo, muitos outros fatores são responsáveis por causar ansiedade e estresse. Então é melhor que sua amiga possa fazer uma avaliação mais global para cuidar do que está afetando a ela, pode ser que para ela a vida sexual não seja uma questão importante ou um grande problema.

  • Write a Comment

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Emoções que aparecem na pele

    Você já reparou que as pessoas observam nossa aparência e conseguem perceber sinais que indicam se estamos felizes ou …

    Dia da Gratidão – 06 de Janeiro

    Gratidão é o sentimento de reconhecimento daquilo que o outro nos oferece. Pode ser um agrado ou um favor que alguém tenha …

    A terceira década da vida

    Você já percebeu quantas expectativas existem entre os 20 e os 30 anos? Se formar. Trabalhar. Ter independência e liberdade. …