Artigos e Publicações

O trabalho humanitário do psicólogo

O Laboratório Gestáltico, coordenado por Eleonôra Prestrelo e Laura Quadros, vêm trazendo a publico uma série de encontros que tratam sobre a demanda do trabalho humanitário.

Tive a oportunidade de vivenciar um desses encontros.

Fiquei bastante contente com o calor humano que esteve presente durante toda a conversa. Mesmo com muita chuva houve um número significativo de ouvintes/participantes que contribuiram com dúvidas e relatos.

Para mim ficou evidente a importância do tema, não só pelas demandas que recebemos hoje vindas do social e da saúde pública, mas para pensar que lugar estamos ocupando, que movimentos podemos fazer e o que está sendo gerado em decorrência disso.

O que temos visto é que cada vez mais temos sido requisitados para socorrer em tragédias e calamidades mas e o nosso lugar para a prestação de serviço continuada? Ou assumiremos a função de bombeiros psicológicos? Não quero dizer que não temos que atender, pelo contrario devemos fazê-lo, mas será que somente isso? Depois da urgência que suporte estas pessoas recebem?

Uma outra questão relevante é o valor da profissão, no desejo de auxiliar o próximo corremos o risco de confundir baixa remuneração, voluntariado e assistencialismo. Para clarificar farei uma breve distinção. Em diversos setores o psicólogo tem sido mal remunerado ou não sabe cobrar por seu serviço, ficando muitas vezes frustrado ou desmotivado com a profissão, sem saber se o que faz é pelo outro somente ou também por si. O voluntariado diz respeito ao nosso compromisso com o social través do nosso trabalho. O assistencialismo envolve políticas, governamentais e institucionais que podem ou não estar comprometidas com o social e com a profissão.

Devemos ter em mente o compromisso da nossa profissão com a sociedade, com o indivíduo e com as instituições.

Cabe a nós pensar sobre o espaço que estamos ocupando, que ações promoveremos, o que faremos pelo outro e de que forma. Além de refletir sobre o que fazemos por nós e pela nossa categoria.

Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Caminhar faz bem a alma

O ato de caminhar tem sido considerado uma atividade física aeróbica, sua prática auxilia na melhora do metabolismo, emagrecimento …

Dia do Sexo: 6/9

Tem gente que faz amor Tem gente que faz sexo sem amor Tem sexo com carinho Tem sexo selvagem   Sexo é vida Sexo é …

Quem conhece mais histórias, a TV ou o contador de histórias?

“Um antropólogo estava fazendo uma pesquisa com uma tribo africana quando lá chegou o primeiro aparelho de televisão. …