Artigos e Publicações

Vem chegando o Reveillon

Para entrar o ano com o pé direito é preciso ter boa vontade e real comprometimento consigo mesmo.
Antes de tudo é fazer uma retrospectiva do ano que está se findando, revisitar acontecimentos bons e ruins, tirar aprendizados e situações em que você reconhece que poderá ter melhor desempenho futuramente, além de reafirmar as capacidades que já possui. Traçar os planos, objetivos e metas possíveis e não aqueles que seriam o ideal, mas somente o que temos a possibilidade de concretizar.
Nesta época as pessoas compartilham de um sentimento natalino, não se referindo só ao Natal, mas ao sentimento de proximidade, compaixão, perdão, caridade, boas vibrações, então esse momento propcia que façamos alguns ajustes nas nossas relações familiares e afetivas. Procure fazer com que o “Natal” dure o máximo possível.
No campo profissional podemos aproveitar as festas de fim de ano para criar um clima agradável entre os colegas, não deixar pendencias nem mal entendidos. Podemos planejar fazer novos cursos, formações, resolver por manter-se estabilizado ou galgar novos cargos, encarar desafios, etc.
Para relaxar, cuidar da mente e do corpo é muito importante que a gente reconheça o que nos faz se sentir bem e feliz, para uns pode ser uma alimentação equilibrada e yoga, para outros não há nada mais relaxante e revigorante que uma boa luta. Atividade física regular, lazer, descanso e boa alimentação só fazem bem pro corpo e pra mente de todos nós, mas encontrar a alimentação que me agrada e atividade que me anima é tarefa individual. Se você não sabe qual é a sua, experimente algumas.
Evitar mal estar, mágoas, brigas, mal entendidos, rancor pode nos ajudar a sermos mais agradáveis e mais felizes. Como somos humanos, não somos perfeitos, mas podemos tentar nos melhorar.
Para conseguir cumprir as promessas de ano novo, que muitas vezes acabamos deixando de lado, precisamos nos comprometer com elas, aliás conosco, já que as promessas de fim de ano são compromissos assumidos com nós mesmos.
Ser otimista, considerar dados e fatos reais, ter conhecimento das nossas possibilidades, capacidades e limites nos ajuda a fazer promessas possíveis de serem cumpridas.
Quando se aproxima essa época se ouve muito falar das supertições e previsões do futuro. Estas “dicas” contribuem de forma positiva para crescermos com nossos próprios recursos em busca de uma vida / ano melhor.

2 Comments

  • Gisele Leite

    No fundo sempre queremos um Natal eterno… Sempre queremos o melhor de tudo… o problema é que nem sempre é possível… e precisamos aprender a ser feliz com o possível, com o razoável, com o palpável… e não edificar sonhos mirabolantes nas nuvens e despencar delá no chão.
    Desejo a vc Ana, e a todos, especial a sua família e colegas o melhor natal do mundo e um bom ano novo, repleto de reflexões, aprendizagens, aprendizado, e esperança de sempre contribuir para um mundo melhor..
    Abs
    Gisele Leite

  • Write a Comment

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Emoções que aparecem na pele

    Você já reparou que as pessoas observam nossa aparência e conseguem perceber sinais que indicam se estamos felizes ou …

    Dia da Gratidão – 06 de Janeiro

    Gratidão é o sentimento de reconhecimento daquilo que o outro nos oferece. Pode ser um agrado ou um favor que alguém tenha …

    A terceira década da vida

    Você já percebeu quantas expectativas existem entre os 20 e os 30 anos? Se formar. Trabalhar. Ter independência e liberdade. …