Artigos e Publicações

Obesidade

O número de pessoas com sobrepeso e obesidade vem crescendo muito nos últimos anos. Isso é um reflexo da mudança do padrão alimentar e do estilo de vida das pessoas na sociedade atual.
Vários fatores contribuem para que a pessoa ganhe uns quilinhos a mais. A comida tem sido atrelada aos momentos de prazer, descontração e diversão. Está presente nas reuniões de família, festividades, happy hour e no encontro com os amigos.
O sabor do alimento é associado ao prazer e o consumo abundante à saciedade. Com isso a pessoa passa a buscar alimento não só pela fome, mas pelo prazer que o sabor proporciona e em busca de mais prazer acaba comendo mais e mais.
O limite tem sido muitas vezes a capacidade que o estômago consegue suportar.
É notório nas pessoas obesas uma distorção da auto-imagem. Em geral elas sabem que são “cheinhas”, “fofinhas”, mas existe uma dificuldade para perceber o próprio tamanho, volume e forma.

Podendo ocorrer constrangimento ao tentar passar por lugares que não as cabe ou assentos de aparência frágil que visivelmente não suportam seu peso.
Andar de ônibus ou de avião pode ser problemático. Sair de casa e ir trabalhar, coisa que parece simples no cotidiano passa a ser mais difícil. Daí as relações sociais ficam restritas podendo dar espaço para a baixa auto-estima e depressão.
O alerta, de que a obesidade representa um risco para a pessoa, chega pelo surgimentos de problemas de saúde como hipertensão, colesterol alto, dores articulares, desconfortos posturais, diabetes e dificuldade no sistema circulatório.
A partir de então, aquele que desejar emagrecer precisará reconfigurar toda sua vida. O esforço será contínuo e a vigilância permanente.
A prática regular de exercícios físicos é quesito obrigatório para eliminar o sedentarismo e o peso excedente. Substituir alimentos, equilibrar melhor as refeições e restringir os excessos é fundamental para se adequar a um novo padrão alimentar.
A escolha cautelosa das companhias e dos eventos evita cair em tentação.
Aquele que optar pela cirurgia bariátrica precisa ter em mente que a cirurgia não representa a cura da obesidade. É apenas um meio para o emagrecimento rápido. Mas para continuar a emagrecer, manter o peso desejado e não engordar novamente é preciso ter disciplina, comprometimento e responsabilidade.
A cirurgia bariátrica é um procedimento com resultado imediato, tão rápido que o ajuste psicológico não acompanha as mudanças ocorridas. Sendo a adaptação à nova condição um desafio.
Tratar a obesidade é um processo que dura a vida toda.
Com ou sem cirurgia, quem conquista um corpo emagrecido redescobre um mundo novo, reconquista a liberdade de ir e vir, a autonomia, a auto estima e a alegria de viver bem e com saúde.

Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Emoções que aparecem na pele

Você já reparou que as pessoas observam nossa aparência e conseguem perceber sinais que indicam se estamos felizes ou …

Dia da Gratidão – 06 de Janeiro

Gratidão é o sentimento de reconhecimento daquilo que o outro nos oferece. Pode ser um agrado ou um favor que alguém tenha …

A terceira década da vida

Você já percebeu quantas expectativas existem entre os 20 e os 30 anos? Se formar. Trabalhar. Ter independência e liberdade. …